Testemunho: como funcionam os implantes e os transplantes capilares?  

François Laly é cabeleireiro e maquilhador. Há um ano, ele e o seu sócio criaram uma empresa de produção especializada em eventos. François começou a perder cabelo muito cedo, aos 24 anos… Para ele, o início da queda de cabelo foi uma grande provação, especialmente porque trabalha na indústria da beleza! Atualmente, François optou pelo transplante capilar, ou seja, ter implantes . Hoje, fala-nos da sua aventura capilar, mas também de como aprendeu a encontrar o equilíbrio depois. Estilo elegante, atitude graciosa, barba e cabelo curto, olhos profundos que falam muito… François sabe como olhar para as pessoas. E não apenas para o espelho.

  • <span class="ezstring-field">rf_mag_mmhai_francoislaly_triptych_visual_1 368x460</span>
  • <span class="ezstring-field">rf_mag_mmhai_francoislaly_triptych_visual_2 368x460</span>
  • <span class="ezstring-field">rf_mag_mmhai_francoislaly_triptych_visual_3 368x460</span>

Descreva a sua relação com o seu cabelo.

Adorava-o até à casa dos 20. Depois, comecei a odiá-lo quando comecei a perdê-lo. Por fim, aprendi a amá-lo novamente. Era maravilhoso, encaracolado, espesso. Depois, quando tinha 26 anos, tive um grande choque emocional, perdi alguém que me era próximo. O meu cabelo começou realmente a cair em tufos, ao longo da linha do cabelo.

Como se sentiu com a queda de cabelo?

Fiquei com um enorme complexo, evitava os espelhos, odiava-me a mim próprio. De manhã, punha um boné e pronto. Quase quis desaparecer. O meu trabalho acentuava esta inquietação, porque estamos muito no centro das atenções; passamos o tempo em frente ao espelho a arranjar o cabelo de outras pessoas; tocamos em cabelos bonitos todos os dias. Não somos apenas cabeleireiros e maquilhadores; temos também uma imagem a manter. É como para um ator, é preciso sentir-se bem para poder trabalhar em cena. E eu passei dois anos e meio da minha vida a odiar-me. Odiava mesmo! Mas, um dia, reagi. Comecei a pesquisar. Encontrei um cirurgião. E decidi fazer um transplante capilar há quatro anos.

rf_mag_mmhai_francoislaly_verbatim_visual_1
O cabelo em geral ficou bastante bom. Tem uma força incrível.
rf_mag_mmhai_françoislaly_verbatim_visual_2 368x460

Como funciona uma operação de transplante capilar?

Ficamos sob anestesia local: quatro horas de remoção (3500 bolbos foram retirados da parte de trás da minha cabeça) e quatro horas de transplante. Foi muito doloroso nos dias seguintes. Eu não conseguia pousar a cabeça, nem mesmo numa almofada. Mas, passados dez dias, voltou a nascer. Pensei: isto é fantástico. Tenho cabelo!

É difícil para si falar sobre isso?

Para mim, é fácil falar sobre isso… Porque não se nota. E também porque foi realmente um abre-olhos para mim. Percebi que, na verdade, podemos aprender a amar-nos a nós próprios novamente. Mas, quando iniciamos o transplante, sabemos que é apenas o início. Pode retardar a queda do cabelo, mas o cabelo continua a cair.

Que mensagem gostaria de partilhar com o seu testemunho?

Eu quero ajudar as pessoas a sentirem-se bem, a superar o seu complexo. Quero dizer-lhes que os transplantes não são a única opção (custam dinheiro!); há uma vasta gama de soluções: microtatuagens, postiços colados, cuidados com óleos essenciais, massagens, pó de camuflagem e, talvez, quem sabe, no futuro, clonagem capilar. Quem sabe? 
O cabelo em geral ficou bastante bom. Tem uma força incrível. É por isso que o adoro tanto. Hoje, no meu trabalho, faço perucas e postiços: acho fascinante compreender como funciona o cabelo. Sei que pode dar esperança. 

OS NOSSOS PRODUTOS, CRIADOS PARA SI

Champô Estimulante com Óleos Essenciais

Triphasic

Champô Estimulante com Óleos Essenciais

Protege a capital do cabelo - Fortalece o cabelo

Cuidado Antiqueda Progressiva

Triphasic Progressive

Cuidado Antiqueda Progressiva

Redensifica o cabelo - Retarda a queda de cabelo

Vitalfan Progressivo Suplemento alimentar

Vitalfan Progressiva

Vitalfan Progressivo Suplemento alimentar

Protege a capital do cabelo - Restaura força e vigor ao cabelo

rf_engag_engagements
Voltar ao topo