rf_mag_ft_dry_shampoo_principal_visual_1-1 960x960-3

A primeira vez

A primeira vez... Experimentei champô seco

Annabelle,

37 anos

Volume de estrela... lavagem não necessária! 

Para mim era claro: é impossível usar champô sem água. Os champôs secos não me diziam nada. Lavar o cabelo com um spray? Não compreendia a noção. Costumava lavar o meu cabelo oleoso mal apareciam os primeiros sinais de oleosidade. Ou seja, o tempo todo. Mas estava a torná-lo pesado, e senti que precisava de mudar algo.

Depois, no ano passado, fui fazer uma viagem com a minha amiga Anna. Uma viagem de mochila durante quinze dias no norte da Índia, nos altos planaltos de Ladakh - foi fantástico! E bastante arrepiante. Com o calor, a humidade e o acesso limitado à água durante as nossas escalas, acabei por quebrar os meus hábitos. Escondi o meu cabelo oleoso em mau estado debaixo do boné ou debaixo de uma bela pashmina de caxemira; ou seja, adaptei-me. Adiava a lavagem, aguentava, mas sonhava com isso à noite. A Anna tirava o seu pequeno frasco de champô seco, que tinha comprado na loja duty free do aeroporto, e troçava de mim, dizendo: "Que alívio estranho, sabes."

Era suposto terminarmos numa nota alta com o casamento da prima de Anna, perto de Deli. E depois - vou-me lembrar disto para o resto da vida - o nosso comboio da noite chegou 12 horas atrasado. 12 horas! Era uma loucura, mas o ambiente era fantástico. Íamos chegar ao casamento no último segundo, logo de manhã cedo; sem poder ir ao hotel, claro. Portanto, preparámo-nos nas pequenas casas de banho da carruagem apinhada de gente. Foi épico, com vendedores de chai à janela e o comboio a travar abruptamente. O meu cabelo estava um desastre; estava pesado e colado à cabeça. Estávamos literalmente a descer da montanha. A Anna disse-me: "Vá lá, champô seco. É uma obrigação" Mostrou-me como usá-lo: "Pulveriza-se de 15 a 20 cm da raiz até às pontas. Depois massaja-se o couro cabeludo com a ponta dos dedos." Deixei-a fazê-lo: o meu cabelo não tinha mais nada a perder de qualquer maneira. Com três jatos, senti-me melhor. O pó tinha absorvido todo o óleo. O meu cabelo ficou mais leve e solto. Estávamos prontas para mergulhar no enorme copo de água.

Quando saímos do comboio em Deli, senti que todos estavam a olhar para o meu novo volume. Mas não, de facto, eram os nossos trajes que chamavam a atenção de todos: saris de cetim verde esmeralda, a condizer com ténis e mochilas - estávamos quase ridículas.
Festejámos durante toda a noite e eu senti que tinha voltado a ser eu, como nunca antes. Um novo visual. E sem nenhuma água corrente!
No final da viagem, o champô seco já fazia parte da minha rotina. Agora, é excelente quando preciso de um pequeno arranjo, para salvar o meu cabelo entre lavagens, ou para arranjar a minha franja ligeiramente oleosa. Por vezes, mesmo no elétrico, pouco antes de ir ter com os meus alunos, dou um pequeno retoque. Faz-me lembrar a minha aventura indiana. Deixei até uma lata no kit de emergência da sala dos professores. Este champô seco faz parte da história da minha viagem, e todos a conhecem.

OS NOSSOS PRODUTOS CRIADOS PARA SI

Champô Seco

Naturia

Champô Seco

Atualiza entre as lavagens de cabelo - Limpa sem água

Champô Extra Suave

Naturia

Champô Extra Suave

Limpa suavemente

Spray Desembaraçador Extra Suave

Naturia

Spray Desembaraçador Extra Suave

Desembaraça suavemente sem enxaguar

 

HC_FOOTER_1

 

Voltar ao topo